Connect with us

seleção nacional

Bode a especulações DFB: “Número demasiado grande para mim

DFB-Team: Bode to DFB speculations: "Number too big for me"

O presidente do conselho fiscal de Werder Bremen, Marco Bode, rejeitou as especulações sobre uma mudança como presidente da DFB. O campeão europeu de 1996 certamente pode imaginar uma cooperação futura, “mas um papel no topo dessa estrutura como presidente é muito grande para mim”, disse Bode, que comemorou seu 50º aniversário na terça-feira, em entrevista ao Sportblitz da Radio Bremen.

“Acredito que há grandes desafios para a DFB, depois de toda a experiência dos últimos anos”, disse o ex-jogador internacional. No momento, “ainda é relativamente incerto” para onde vai a associação. Mas ele ressaltou que o desejo já existia “de participar de alguma forma de uma equipe ou de uma nova estrutura”. A primeira coisa a fazer é “esperar para ver como certas decisões são tomadas e como a estrutura vai mudar”.

Depois de Claudia Roth, vice-presidente do Bundestag alemão, o editor Rainer Holzschuh colocou recentemente o profissional de longa data da Bundesliga em jogo para o cargo vago. “Essa foi uma idéia engraçada de Claudia Roth”, disse Bode agora: “Eu sorri e fiquei um pouco feliz por ela achar que eu poderia fazer isso”, disse Bode.

Bode favorece uma estrutura moderna para a DFB, como numa empresa. “Com um forte controle operacional, mas também, é claro, de controle”, disse Bode em referência à estrutura da Werder. “Mas ninguém consegue levantá-la sozinho, todos na DFB sabem disso.

Entre 1989 e 2002, Bode jogou pelo Werder na mais alta liga alemã e, com apenas dez avisos em 379 jogos da Bundesliga, é um dos jogadores mais justos da história da liga. Com o Bremen, o capitão honorário do clube ganhou três vezes a Copa da DFB, o título de campeão em 1993 e a Copa dos Campeões Europeus em 1992.

Bode celebrou seu maior sucesso com a seleção nacional com seu triunfo no Campeonato Europeu de 1996 na Inglaterra. Ele jogou sua última das 40 partidas internacionais na final da Copa do Mundo de 2002, quando a Alemanha derrotou o Brasil por 0 a 2. Ele é membro do comitê de controle do Werder desde 2012.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in seleção nacional